sexta-feira, 1 de julho de 2011

Atenção ,alunos-3ºs anos matutino-GABARITO DA PROVA

CENTRO DE ENSINO MÉDIO 01 DE SOBRADINHO
Nome: Disciplina:
Série: 3ª série /MATUTINO Turma: Data: / / 2011 Valor: 3,0
Professora: Ivanildes Nº:
Avaliação do 2º Bimestre –Português-3ªs séries
Leia as questões abaixo e marque as respostas no gabarito
Boa Sorte
Profª Ivanildes


QUESTÃO 01-B
Texto 1
“Mário de Andrade, na conferência que fez em 1942 sobre a Semana de Arte Moderna, assim se referiu a esse período: ‘E vivemos uns oito anos, até perto de 1930, na maior orgia intelectual que a história do país já registrou’.”(livro -texto pág.57)
O período a que Mário de Andrade chama de “orgia intelectual” pode ser entendido como:
a) A grande problemática social, envolvendo escritores modernistas e prostitutas nos cabarés de São Paulo.
b) Aquele momento rico em publicações de obras literárias, revistas e manifestos.
c) A quantidade enorme de publicações: romances e poemas cuja temática era a vida promíscua nos cabarés.
d) Aquele em que vários grupos, obras, movimentos e manifestos foram criticados pelos paulistas, formando uma verdadeira confusão. Assim o movimento modernista perde força, dando lugar à segunda fase modernista.
e) A perda de autonomia na publicação de obras modernistas e a falta de maturidade dos escritores e poetas desse período.

QUESTÃO 02- A
(Ufac )A afirmação incorreta sobre a Prosa de 30 deve ser assinalada:

a) A literatura regionalista surgiu no Modernismo.
b) A primeira fase do nosso Modernismo caracterizou-se por um aspecto demolidor e combativo.
c) O movimento modernista brasileiro tem a Semana de Arte Moderna como marco cronológico.
d) A Semana de Arte Moderna aconteceu no Teatro Municipal de São Paulo.
e) Um dos objetivos do Modernismo foi a formação da consciência criadora nacional

QUESTÃO 03- A
Texto 2
O último poema

Assim eu quereria meu último poema
Que fosse terno dizendo as coisas mais simples e menos intencionais
Que fosse ardente como um soluço sem lágrimas
que tivesse a beleza das flores quase sem perfume
A pureza da chama e que se consomem os diamantes mais límpidos
A paixão dos suicidas que se matam sem explicação.
(Manuel Bandeira, Libertinagem)

Neste texto, ao indicar as qualidades que deseja para o “último poema”, o poeta retoma dois temas centrais de sua poesia. Um deles é a valorização da simplicidade; o outro é:
a) A coincidência da morte com o máximo de intensidade vital.
b) A verificação da inutilidade da poesia diante da morte.
c) A capacidade, própria da poesia, de eliminar a dor
d) A autodestruição da poesia em um meio hostil à arte.
e) A aspiração a uma poesia para lapidar, afastada da vida

QUESTÃO 04- D
(FEI-SP- com adaptações) Assinale a alternativa na qual todas as referências e características se aplicam ao Modernismo:

a) Ênfase ao experimentalismo e à rebeldia artística, desde o início do séc. XIX.
b) Preferência pela prosa revolucionária, embora a poesia continuasse bastante conservadora.
c) Renovação estilística e temática, surgida no início do séc.XX, por influência do cinema.
d) Reação contra o passado, a tradição, o conservadorismo em arte, o academicismo.
e) Entrosamento entre as estéticas do final do século passado e as novidades artísticas do século XX.

QUESTÃO 05- E
(UFBA com adaptações)
Texto 3

“Queremos libertar a poesia do presídio canoro das fórmulas acadêmicas, dar elasticidade e amplitude aos processos técnicos, para que a ideia se transubstancie,sintética e livre (...)Nada de postiço, meloso, artificial, arrevesado, precioso: queremos escrever com sangue- que é humanidade com eletricidade-que é movimento, expressão dinâmica do século, violência- que é energia bandeirante.”


Indique a proposição ou proposições que comprova(m) a idéia contida no fragmento acima:
I- “Torce,aprimora, alteia, lima/A frase; e, enfim,/No verso engasta a rima,/Como um rubim.”
II- “Todas as palavras sobretudo os barbarismos universais/Todas as construções sobretudo as sintaxes de exceção/Todos os ritmos sobretudo os inumeráveis.”
III- Eu quero compor um soneto duro/ como poeta algum ousara escrever./Eu quero pintar um soneto escuro,/seco, abafado, difícil de ler.”
IV- “Não rimarei a palavra sono/com a incorrespondente palavra outono./Rimarei com a palavra carne/ou qualquer outra, que todas me convêm.”
V- “A vida não me chegava pelos jornais nem pelos livros/vinha da boca do povo na língua do povo na língua errada do povo/Língua certa do povo/Porque ele é que fala gostoso o português do Brasil...”

Dessas afirmações:
a) todas estão incorretas..
b) apenas IV e V estão corretas.
c) apenas a V está correta.
d) estão corretas apenas II,III e IV.
e) estão corretas apenas II, IV e V
QUESTÃO 06- C
(UFPR) Sobre o romance São Bernardo de Graciliano Ramos é correto afirmar:

a) Obra relevante na ficção modernista da década de 1930 , esse romance enfoca as adversidades de Paulo Honório, um empreendedor culto e dinâmico, na luta por modernizar uma propriedade rural decadente ,levando bem-estar e progresso à comunidade.
b) Embora se trate de um romance de memórias, o livro não é narrado pelo próprio protagonista; adota-se, isso sim, um foco narrativo de terceira pessoa, procedimento igualmente utilizado em Vidas Secas do mesmo autor.
c) Apesar de iniciar-se como uma narrativa menos problematizada dos fatos da vida do narrador, o livro ganha complexidade diante dos impasses de Paulo Honório em realizar tal projeto, o que coloca em relevo a tensa relação entre ele e sua esposa.
d) As tensões de Paulo Honório e Madalena, sua esposa, as crescentes suspeitas quanto à traição conjugal,bem como a morte prematura do filho do casal, permitem que se leia o romance de Graciliano Ramos como uma paródia da obra Dom Casmurro ,de Machado de Assis.
e) O interesse por diferentes paisagens interioranas do Brasil, manifestado também em São Bernardo, constitui-se em inovação do Movimento Modernista, já que nossa literatura se havia concentrado fundamentalmente na ficção urbana ao longo do século XIX,como bem demonstram as obras de José de Alencar.
QUESTÃO 07- D
(F.CARLOS CHAGAS) O romance regionalista nordestino que surge e se desenvolve a partir de 1930 aproximadamente, pode se chamado de “neo-realista”. Isso se deve a que esse romance:
a) retoma o filão da temática regionalista, descoberta e explorada inicialmente pelos realistas do século XIX.
b) abandona de todo os pressupostos técnicos do Realismo do século passado,buscando as causas do comportamento humano mais no individual que no social.
c) tenta explicar o comportamento do homem nordestino, com base numa postura estritamente científica, pelos fatores raça, meio e momento.
d) apresenta, através do discurso narrativo, uma visão realista e crítica das relações entre as classes que estruturam a sociedade do Nordeste.
e) procura fazer do romance a anotação fiel e minuciosa da nova realidade urbana do Nordeste.

QUESTÃO 08-C
(PUC-RS,adaptado) Leia o texto que segue, de Cecília Meireles:
LUA ADVERSA

Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

Fases que vão e vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.
E roda a melancolia
seu interminável fuso!

Não me encontro com ninguém
(tenho fases como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...


Sobre o poema, é correto afirmar:
I. A comparação das fases da lua às fases da vida transmite a ideia de mudança, relacionada a um dos elementos que marcam a passagem do tempo, ou seja, a lua.
II. O ritmo e o léxico do poema reforçam a ideia de circularidade do tempo.
III. Os adjetivos “secreto” (verso 9) e “arbitrário” (verso 10) ,relacionados ,respectivamente , a “calendário(verso 9) e “astrólogo”(verso 10),esclarecem a origem das mudanças .
IV. A última estrofe (versos 14 a 19) abandona o tema relativo ao movimento cíclico da vida sugerido no início do poema, para centrar-se na questão do amor.
V. O uso das reticências no verso 3 sugere o processo contínuo de alternância de estados emocionais do sujeito.
Dessas afirmações:
a) apenas a II está certa
b) apenas a I e III estão certas
c) apenas a I, II e a V estão certas
d) apenas a III está certa
e) NDA

QUESTÃO 09- B
Mãos dadas
(Carlos Drummond de Andrade)

Não serei o poeta de um mundo caduco.
Também não cantarei o mundo futuro.
Estou preso à vida e olho meus companheiros
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
Entre eles, considere a enorme realidade.
O presente é tão grande, não nos afastemos.
Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.

Não serei o cantor de uma mulher, de uma história.
não direi suspiros ao anoitecer, a paisagem vista na janela.
não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida.
não fugirei para ilhas nem serei raptado por serafins.

O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes, a vida presente.
a) O poema faz parte da primeira fase do poeta na qual ele se constitui um “gauche”,pedindo a solidariedade de todos.
b) O autor insiste na função social do poeta, que deve denunciar a opressão e lutar pela construção de um mundo novo, ainda que armado apenas com suas palavras
c) O poema tem um conteúdo baseado na arte pela arte, a maneira mais eficaz de se opor ao “mundo caduco”. Voltado para seus semelhantes, tentando como poeta, lutar contra as injustiças e a desesperança de um mundo em conflito, revela em seus versos uma preocupação com a poesia, inaugurando a terceira fase.
d) Há uma volta para a discussão do momento político, enfatizando-se uma lírica a serviço do próprio eu, isolado em si mesmo.
e) NDA

QUESTÃO 10- E
Leia o texto e responda ao que se pede;

Transferência de renda do Bolsa Família evita caos no DF

Publicação: 12/06/2011 Atualização: 08:00
Da janela da presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, podem ser avistadas comunidades que estão distantes dos invejáveis números do bem-estar econômico de Brasília. O Distrito Federal reúne 2,55 milhões de pessoas com a maior renda per capita metropolitana do país. Mas a menor unidade da Federação está cercada por 20 cidades do leste goiano que somam 1,3 milhão de pessoas com renda per capita abaixo da metade da média nacional. Esse anel de empobrecidos só não inchou mais porque os programas de transferência de renda evitaram o aumento da migração.

Júlio Miragaya, coordenador do estudo Mapa da Distribuição Espacial da Renda no Brasil, vai direito ao ponto. Ele ressalta que o contingente do Entorno do DF só não é maior devido ao Programa Bolsa Família, carro-chefe da ação social do governo. “Graças à transferência de renda, 200 mil pessoas deixaram de migrar para a região nos últimos oito anos”, calcula o economista.
(http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2011/06/12/)
Considere os trechos destacados no texto acima e assinale a alternativa correta:
a) Os trechos sublinhados são períodos compostos por subordinação.
b) A palavra “que” ,em ambos os fragmentos, introduz o mesmo tipo de oração ,possuindo a mesma classificação morfológica e desempenhando a mesma função sintática .
c) O segundo trecho possui uma oração com valor adjetivo e que se classifica como explicativa pela presença da vírgula.
d) A palavra “que” no primeiro fragmento destacado tem o papel de predicativo da palavra “comunidades”.
e) NDA




Nenhum comentário: