quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

CORREIO BRAZILIENSE:Candidatos à UnB no vestibular terão de ficar atentos aos itens discursivos

Alunos,
Fiquem atentos às últimas notícias sobre o Vestibular 2012

Publicação: 08/12/2011 11:30Atualização: 08/12/2011 12:17

As questões discursivas serão eliminatórias e a redação, classificatória, no primeiro vestibular 2012 da Universidade de Brasília, neste fim de semana. Com essas mudanças, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) pretende avaliar a habilidade dos candidatos de interpretar e se expressar em língua portuguesa. Além das respostas aos itens dos tipos A (certo e errado), B (resposta numérica) e C (múltipla escolha), a prova exigirá a elaboração de textos, gráficos, diagramas e desenhos por meio do tipo D. Para evitar a eliminação, os 25.570 inscritos devem atingir 20% da pontuação total máxima dessas questões, que serão pelo menos quatro e vão valer três pontos cada.

A redação antes tinha caráter apenas eliminatório. Agora, será também classificatória. No sábado, ela aparecerá com os 150 itens da prova de humanas, mas o candidato terá o mesmo tempo do segundo dia, cinco horas. A pontuação máxima continua sendo 10 pontos, assim como os critérios de avaliação: desenvolvimento do tema proposto, número de linhas e de erros, como acentuação, ortografia, pontuação, concordância e regência. Será eliminado aquele que obtiver menos de quatro pontos. O desempenho na redação equivale a 10% da nota final.

Os itens tipo D apareceram pela primeira vez no Programa de Avaliação Seriada (PAS) em 2006. Há um ano, passaram a ser adotados no vestibular tradicional. O conteúdo não se limita às disciplinas de humanas, como história, língua portuguesa ou literatura. Luíza Solano, 20 anos, é candidata ao curso de arquitetura e urbanismo e se lembra da dificuldade para interpretar a questão tipo D de biologia no primeiro vestibular de 2011. “A pergunta em si estava tranquila, não exigia uma resposta difícil. O problema era a interpretação da imagem”, critica. O item trazia um diagrama de comunicação celular e, com base nas informações do texto, pedia para explicar as diferenças entre uma célula-tronco pluripotente e um eritrócito do sangue, em mamíferos.

Nenhum comentário: